Olá a todos, e bem vindo ao "pEqUEnO UnIvERsO". Este é um blog de poesias, e por pura vaidade, são todas de minha autoria, deleite-se aqui no prazer da boa leitura enveredando por uma das portas do meu obscuro inconsciente...                                               OS VERSOS. 

                                                                                                                         (jhon)

 

 

 

Mesmo não de sempre

 

Os meus versos já cansados

Explicam o explícito,

Repetições, a vida é a mesma.

 

O Sol nasce todos os dias  e junto com ele se põe a esperança.

As noites vazias, os prantos noturnos,

Cessam no amanhecer, que também acaba rápido.

 

O coração está combalido.

Novos amores, já ameaçam a velha decepção.

Sem escolha o verso rima com o não.

Não a vida, ,  não ao novo mundo!

Não aos mesmos paradoxos, não a humanidade.

Não a esta ridícula poesia de extenuação.....

 

 

 

 

 

                    JONATHAS FRAGOSO CARVALHO

 

[ ver mensagens anteriores ]